logo preta zazen.png

bloG

Coco: um super alimento ou vilão?

November 4, 2018

Sempre envolvido em polêmicas na nutrição, essa fruta regional, destaca-se por ter propriedades benéficas em todas as suas partes e fases de amadurecimento. E diante de tantas afirmações contraditórias, transformamos esse “vilão” em “mocinho” e desmistificamos o seu consumo.

 

No mundo da nutrição, o mocinho vira vilão de um dia para o outro. Na verdade, no mundo da ciência as verdades não são absolutas, elas estão em constante modificação, devido as novas informações que surgem todos os dias.

 

Pensando nisso, destaco aqui as propriedades funcionais do coco, baseadas em estudos recentes, com objetivo de desmistificar o consumo de uma fruta super saudável e regional.

 

Chá de fibra da casca do coco, tem propriedades anti-inflamatórias e antibactericida?

 

Sim, muito utilizado na medicinas popular, o chá da fibra da casca do coco é usado no tratamento de doenças inflamatórias, artrite  e diarreia. A atividade do chá é semelhante a de outros antioxidantes, como a quercetina, rutina e o ácido ascórbico (vitamina C). Estes efeitos podem ser causados ​​por uma suspensão na formação de mediadores inflamatórios, ou pela inibição da função do receptor desses mediadores. Além de anti-inflamatório, o chá também tem propriedades antibactericida, que podem variar dependendo da espécie do coco utilizado para o chá. O coco gigante é o mais comum no nosso estado e possui propriedades bactericidas para staphylococcus aureus e staphylococcus aureus resistente.

 

Água de coco o autêntico isotônico natural

"Água de coco é a bebida mais nutritiva que a natureza nos fornece”

Amplamente consumida em países tropicais, a água de coco é a bebida mais nutritiva que a natureza nos fornece. É considerada um isotônico natural, pois possui níveis de eletrólitos semelhante aos presentes no sangue. Estudos já mostraram efeitos hipolipidêmicos (controle de colesterol), cardioprotetores (proteção do coração) e hepatoprotetores (proteção do fígado). Na proteção cardíaca, destaca-se antioxidantes presentes na água de coco como: L-arginina, magnésio, potássio, cálcio e vitamina C.

 

A água de coco é também indicada na prevenção do câncer, juntamente por conter vitaminas e mineiras vitais para mecanismos fisiológico normal, além de citocininas específicas, que desempenham um papel importante na prevenção aos danos no DNA. Os antioxidantes presentes, podem fornecer uma proteção eficaz contra esses danos.

 

Óleo do coco é um vilão?

 

Um dos grande benefícios do óleo de coco é a sua estabilidade no processo de cocção, sendo ideal para cozinhar, assar e fritar os alimentos.

 

Embora seja considerado uma fonte de gorduras saudável, devemos levar em consideração que trata-se gordura saturada e deve ser utilizado com moderação.

 

Você deve está se perguntando.... nutri o que é consumo moderado?

 

Então vamos a um exemplo prático: utilizar uma colher de sobremesa de óleo de coco em uma preparação no café da manhã ou para refogar algum legume no almoço, seria um consumo moderado.

 

E por causa da presença da gordura saturada, é que surge todas essas contradições sobre o seu consumo. É comum essa discussão no meio acadêmico, programas de TV,  jornais e blogs, muitos alegam que ela seja uma gordura ruim, mas na verdade isso não é real.  Esse tipo de gordura pode e deve fazer parte de um cardápio balanceado. Sabemos que a gordura saturada do coco difere-se da gordura saturada de origem animal, pela quantidade de carbonos na cadeia.

  1. Cadeia Média (de 6 a 10 carbonos) – óleo de coco (50% de sua gordura)

  2. Cadeia Longa (mais de 12 carbonos) –Leites e derivados, gordura presente nas carnes, óleo de palma (estes tem participação na elevação a concentração plasmática do colesterol)

Pensando no metabolismo, o óleo de coco é composto em maior parte por ácidos graxos de cadeia média, que são diretamente transportado para o fígado e transformam-se em energia, não sendo responsáveis pelo aumento do colesterol e também não são armazenados nos adipócitos (células de gordura) na forma de triglicerideos. Esse mecanismo difere-se da absorção e transporte das gorduras saturadas de cadeia longa.

 

Um estudo de revisão de literatura, avaliou o efeito do consumo coco em fatores de risco cardiovascular. Os achados evidenciam uma elevação o colesterol total e colesterol de LDL (coleterol ruim) com o consumo do óleo de coco, em maior proporção que os óleo instaturados (abacate, as nozes e castanhas, e o azeite de oliva virgem e extra virgem) e em menor proporção que a manteiga (cadeia longa).

 

Um outro fator que pode alterar o metabolismo das gorduras saturadas, é a presença de polimorfismos genéticos (defeitos na sequência dos genes) e nesse caso especificamente, o polimorfismo no gene da APOA2, que é responsável pela expressão de proteínas envolvidas no metabolismo lipídico, por isso para algumas pessoas o óleo de coco e as demais gorduras saturadas não são indicadas. Fica evidente então, que a quantidade e as fontes de gordura de uma dieta, devem ser personalizadas.

 

O mais correto seria, variar as fontes de gorduras boas utilizados ao longo do dia, como por exemplo o  azeite de oliva, óleo de abacate, óleo de gergelim e óleo de coco.

Então sejamos sempre mais criteriosos, menos radicais e mais atentos com os sinais e sintomas do nosso corpo.

Nada em excesso irá fazer bem.

Lembrem-se, óleo de coco é saudável? SIM, mas vamos individualizar e procurar uma orientação nutricional, antes de sair trocando todas as fontes de gordura da dieta por óleo de coco. Uma dieta saudável deve ter todos os tipo de gordura, exceto gorduras trans, que estão presentes em alimentos altamente industrializados.

 

Texto por Gabriela Castro - Nutricionista e Colunista do Blog Zazen

 

Fontes:

Asian Pac J Trop Med. 2012 Apr;5(4):270-6. doi: 10.1016/S1995-7645(12)60038-8.

 

J Ethnopharmacol. 2014 Aug 8;155(1):132-46. doi: 10.1016/j.jep.2014.04.046.

 

BMC Complement Altern Med. 2013 May 16;13:107. doi: 10.1186/1472-6882-13-107.

 

Asian Pac J Trop Med. 2011 Mar;4(3):241-7. doi: 10.1016/S1995-7645(11)60078-3.

 

Anurag, P. & Rajamohan, T. Plant Foods Hum Nutr (2003) 58: 1. https://doi.org/10.1023/B:QUAL.0000040363.64356.05

 

Molecules. 2009 Dec 9;14(12):5144-64. doi: 10.3390/molecules14125144.

Arq. Bras. Cardiol.,  São Paulo ,  v. 100, n. 1, supl. 3, p. 1-40,  Jan.  2013 .  http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2013000900001.

 

Am J Clin Nutr. 2018 Jul 1;108(1):188-200. doi: 10.1093/ajcn/nqy081.

 

Please reload

ÚLTIMAS POSTAGENS

Please reload

ARQUIVO

Please reload

TAGS

ESPAÇO ZAZEN - Mais que um espaço, um estilo de vida!

Rua Novinda Pires, nº15, Bairro Aldeota - Fortaleza/CE - Brasil

zazenespaco@gmail.com |Telefone - 85 21816751

 

©2018 by espaço zazen